Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais
Menu
Pesquisar
Junta de Freguesia - Protocolos

Geminação

Uma união que enriquece para além das margens

Em Portugal existem treze freguesias que contêm, na sua designação, o termo "ponte". Esta particulariedade levou à criação de um projecto inédito, lançado pela freguesia de Ponte do Rol, que em 2006 desafiou as suas congéneres a criar uma associação que permitisse estreitar relações e desenvolver intercâmbios de âmbito social e cultural.

O grupo reuniu inicialmente no concelho da Mealhada e foi a Regueira de Pontes efectuar a sua primeira reunião preparatória, em Setembro de 2006, na qual os autarcas se comprometeram a realizar anualmente um encontro com as treze freguesias. Além das parcerias e convívios ocasionais estabelecidos entre elas, o grupo pretende reforçar os laços que as unem através desta iniciativa mais abrangente, na qual cada freguesia é um interveniente fundamental. A primeira autarquia a promover o Encontro Nacional de Pontes foi a Ponte do Rol, em Junho de 2007.

Aos objectivos do intercâmbio e da troca de experiências, associa-se a divulgação do património. Com uma riqueza natural e arquitectónica ímpares, estas treze freguesias beneficiam, na sua maioria, de uma ruralidade que valoriza um quotidiano baseado na preservação dos costumes e das tradições. Esta qualidade subsiste lado a lado com refúgios naturais, em alguns casos, ainda por descobrir, possibilitando um encontro profundo entre a vegetação e os cursos de água, tão predominantes nestes territórios. No fundo, uma perfeita harmonia entre o que a natureza fez e o que o homem conservou.

Neste caso, a "ponte" permite, não só unir as margens de dois territórios distintos, como proporcionar uma ligação profunda entre treze locais de vários pontos do país. Numa altura em que o individualismo tende a sobrepor-se ao colectivo e a agregação entre indivíduos, povos ou entidades já conheceu tendências mais positivas, a iniciativa deste grupo revelou o espírito das gentes destes territórios, que reconhecem as mais-valias que esta associação reproduz.

Comunhão de interesses e entre-ajuda são outros dois objectivos que, ainda hoje, conduzem à elevação de novas pontes. Dois objectivos que, da mesma forma, estão intrinsecamente associados ao espírito de grupo das "13 pontes".

Com características geográficas e culturais distintas, as freguesias que incorporam esta associação são as seguintes:

Ponte da Barca - No tempo da fundação da nacionalidade, já Ponte da Barca era terra de importância material e de categoria política, como comprova o facto de ter sido sede da corte portuguesa durante cerca de um mês, no ano de 1386.

Vila, freguesia e sede de concelho, situa-se na margem esquerda do rio Lima. O topónimo Barca aparece pela primeira vez nas Inquirições de 1220. Era um lugar da freguesia de Paço Vedro de Magalhães, na Terra da Nóbrega. Na primeira metade do século XVI deve ter-se verificado a elevação do lugar de Ponte da Barca a freguesia, vila e sede de concelho da Nóbrega. Teve foral manuelino concedido em 24 de Outubro de 1513. A antiga freguesia foi abadia da apresentação do padroado real, tendo depois passado para os Magalhães Meneses, senhores da Barca.

Freguesia: Ponte da Barca

Concelho: Ponte da Barca

Distrito: Viana do Castelo

População: 2.308 habitantes

Nº de eleitores: 1.581

Área: 95 hectares

Orago: S. João

 


 

Ponte de Lima - é uma interessante localidade de visita obrigatória no Alto Minho. Surge ao lado a ponte medieval, com os seus quinze arcos ogivais, depois as Torres de S. Paulo e da Cadeia, conservando-se ainda, entre elas, um pano das antigas muralhas da vila. Terra morena, vestida de rude granito da Serra d'Arga, Ponte de Lima é uma terra cheia de história, de arte e beleza natural, de rusticidade e património.

O rio que, nascido na fonte do Talarinho, em Ginzo, se torna mais largo e sereno, quando sente próximo o oceano, antes de se espraiar nas férteis veigas, ao cruzar-se com a estrada romana, que noutros tempos foi a principal via da civilização, originou uma ponte e, com esta, deu o nome à povoação que desse cruzamento nasceria: Ponte de Lima. Em 1125, D. Teresa decidiu atribuir o estatuto de vila e sede de município a essa povoação, reconhecendo a sua importância sob o ponto de vista da estratégia militar e económica.

Freguesia: Ponte de Lima

Concelho: Ponte de Lima

Distrito: Viana do Castelo

População: 5.000 habitantes

Nº de Eleitores: 3.600

Área: 1,41 Km2

Orago: Santa Maria dos Anjos

 


 

 

Vila da Ponte - é antiquíssimo o povoamento do território desta pequena freguesia barrosã. A testemunhar esta realidade estão as três mamoas que existiram no Vale Quilhoso, da quais duas ainda existem nos Penhascos da Roca.

Não se conhece, em toda a enorme região de Trás-os-Montese Alto Douro, qualquer outra povoação que goze da honra de ter três "Cistas" - monumentos funerários com mais de três mil e quinhentos anos e cujo espólio se encontra no Museu Mendes Correia, Faculdade de Ciências, no Porto, e outra no restaurante "a Cista", no sítio do Gorgolão. A Cista de 1931 tinha um único vaso funerário, tal como a última, já a de 1938 tinha três vasos, dos quais dois se conservam em bom estado, tal como o vaso da última cista. Junto do restaurante foi reconstruída in situ, com o seu próprio material a cista de 1994.

Freguesia: Vila da Ponte

Concelho: Montalegre

Distrito: Vila Real

Localidades: Bustelo e Vila da Ponte

População: 250 habitantes

Nº de Eleitores: 330

Área: 10,7 Km2

Orago: Santa Maria Madalena

 


 

Ponte - Vila Verde (concelho de Vila Verde, distrito de Braga)

Ponte - Guimarães (concelho de Guimarães, distrito de Braga)

Vila da Ponte (concelho de Sernancelhe, distrito de Viseu)

Ponte de Vagos (concelho de Vagos, distrito de Aveiro)

Aldeia da Ponte (concelho de Sabugal, distrito da Guarda)

Regueira de Pontes (concelho e distrito de Leiria)

Ponte de Sor (concelho de Ponte de Sor e distrito de Portalegre)

Pontével (concelho do Cartaxo e distrito de Santarém)

Ponte do Rol (concelho de Torres Vedras e distrito de Lisboa)

Gâmbia - Pontes - Alto da Guerra (concelho e distrito de Setúbal)

 

P.S.1: em execução...

P.S.2: será colocado online, assim que disponível o programa oficial do VI Encontro Nacional de Pontes.

  
Estatísticas
Temos visitante online.
Visitas: 1.937.348
Login
Utilizador:
Password:
     
Criar novo registo
Recuperar Password
Agenda de Eventos
Partilha
Mural Facebook
Neste momento não existe informação disponível.
  Acessibilidades | RSS | FAQ | Links | Pedido de Informações | Requisitos técnicos
Todos os direitos reservados - Desenvolvido por OEI